Histórias do burro e de Elias

AddThis Social Bookmark Button

burroFico sempre intrigado com o poder de contar histórias. Creio que todos nós temos uma história que vale a pena ser contada. Até mesmo um burro tem uma história para contar — uma pequena e "poeirenta" história. 

É um conto sobre o burro de um fazendeiro que tropeçou e caiu dentro de um velho poço seco. Ao descobrir o acidente, o fazendeiro avaliou as possibilidades para libertar seu querido burro, que já era como um membro da família. Finalmente, não encontrando nenhuma solução viável, decidiu encher o poço de terra. Ficou profundamente consternado, sabendo que isso significava enterrá-lo vivo, mas consolava-o o fato de que ninguém mais teria o mesmo destino desastroso do desajeitado burro. 

À medida que o fazendeiro esvaziava cada pá de terra dentro do poço, esta caia nas costas do burro. Sem se abalar, o burro simplesmente sacudia a terra de seu dorso e permitia que as pás de terra fossem se acumulando sob suas patas. Após várias horas e centenas de pás de terra, o burro surgiu, surpreendentemente, à borda do poço. Saltou por cima da beira e trotou para longe. O que parecia ser sua sentença de morte, se transformou em sua salvação.

E nós? Sob pressão somos capazes de enfrentar a crise e nos erguermos vitoriosos como o burro? Todos nós nos deparamos com armadilhas e "terra" — fardos físicos, espirituais e emocionais — na jornada da vida. Você pode estar enfrentando um neste exato momento. A pergunta é: como podemos sacudir nossas costas e vencer as adversidades? Às vezes ouvimos pessoas afirmar que "até que estão bem, sob as circunstâncias". Quando ouço isto, sinto-me tentado a responder: "O que você está fazendo debaixo delas?"

Essa história me fez lembrar o relato bíblico com desfecho semelhante: a história do profeta Elias, relatada em 1Reis 18 e 19. Vale a pena ler esses dois capítulos na íntegra, mas aqui vai um breve resumo.

Depois de vitória decisiva no Monte Carmelo ao confrontar profetas de falsos deuses, Elias, profeta do verdadeiro Deus, entrou em depressão. Como geralmente acontece depois de acontecimentos que fazem as emoções atingirem níveis elevadíssimos, Elias desmoronou emocionalmente. Talvez tenham sido os hormônios do estresse aquietando-se depois que a crise foi vencida, mas o profeta repentinamente se sentiu incapaz de enfrentar novo desafio. 

Alguns acusam Elias dizendo que lhe faltou fé. A verdade é que o profeta não era indestrutível: "Elias era humano como nós" (Tiago 5.17). Depois de participar da derrota sobrenatural de centenas de falsos profetas, a montanha-russa emocional dele entrou em espiral descendente. Ao ser ameaçado de morte pela rainha Jezabel, sucumbiu ao medo e fugiu. Lendo o restante da história verá Deus orquestrando um resgate divino. Ao invés de puni-lo, Deus o alimentou e permitiu que descansasse, antes de restaurá-lo e enviá-lo de volta à batalha. 

E você? Tem se sentido oprimido pela adversidade? Talvez tenha experimentado grande vitória no trabalho e no lar, mas está se sentindo emocionalmente exausto. Sua energia e motivação se esgotaram, fazendo-o sentir-se um farrapo.

Lembre-se das histórias do burro e de Elias. Peça a Deus e, então, se prepare para voltar para a batalha. 

 

Ed Thompson