Para que orarmos?

AddThis Social Bookmark Button

orando[...] Para que orarmos? Se Deus faz o que Ele quer fazer, para que serve a nossa oração?

Oramos porque isto demonstra nosso relacionamento com Deus

Os cristãos geralmente se descrevem como quem tem "um relacionamento pessoal com Deus". Tal relacionamento gira em torno da comunicação. Deus fala conosco através de Sua Palavra, e nós falamos com Ele através de nossos lábios e nossa mente. Se não ouvirmos (lermos a Palavra) ou falarmos (orarmos), o relacionamento se rompe.

Oramos porque Deus nos ordena:

"Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus" (Filipenses 4.6-74.6-7).

"Orai sem cessar" (1 Tessalonicenses 5.17).

De acordo com a tradição judaica, o profeta Daniel orava três vezes ao dia, independentemente das circunstâncias (Daniel 6.12-13). Deus quer que Seu povo ore.

Oramos porque isto demonstra nossa posição sob as ordens dEle e a nossa dependência dEle

"Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra. Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda" (Salmo 121.1-3).

Oramos porque esta é uma forma de servir a Deus

A profetiza Ana "adorava noite e dia em jejuns e orações" (Lucas 2.37). Quando oramos, admitimos que a vida não se resume somente a mim. O apóstolo Paulo escreveu: "Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graça, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito" (1 Timóteo 2.1-2).

Oramos porque a oração fortalece a nossa fé

Ver em primeira mão a provisão de Deus através da oração respondida fortalece nosso homem interior. Disse Jesus: "Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará" (Mateus 6.6). Oramos "àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos" (Efésios 3.20).

Oramos porque vale a pena

"Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo" (Tiago 5.16).

Oramos porque Ele sempre responde, de uma forma ou de outra

"E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito" (1 João 5.14-15).

[...]

Steve Herzig