Quem é Jesus?

AddThis Social Bookmark Button

cruz jesusSe Jesus fosse apenas um fundador de religião, morto como mártir, os cristãos seriam as pessoas mais infelizes, porque, por mais de dois mil anos, estariam defendendo mentiras (apesar das melhores intenções) de um personagem com promessas mentirosas, sustentadas por muitos outros discípulos, os quais também seriam mentirosos. Ainda bem que não é assim. Vamos considerar o seguinte: um homem que fosse um simples homem e dissesse o tipo de coisas que Jesus disse não seria um grande mestre de ensinos éticos. Seria um lunático. Ou esse homem é quem dizia ser, o Filho de Deus, ou, então, era um louco ou algo pior. O questionamento é lógico. Sem abordar a humanidade de Jesus, pois seria outro estudo, gostaria de apresentar o quadro abaixo (parcial de “The theme of the Bible”, Norman Geisler), com referências das Escrituras, demonstrando que Jesus (Novo Testamento) é claramente Jeová do Antigo Testamento. A Bíblia revela quem Jesus dizia ser: Deus encarnado.

Jeová

(Antigo Testamento)

Título ou Atuação

Comum a Ambos

Jesus

(Novo Testamento)

Isaías 40.28

Criador

João 1.3

Isaías 45.22; 43.11

Salvador

João 4.42

I Samuel 2.6

Ressuscita os mortos

João 5.21

Joel 3.2

Juiz

João 5.27

Isaías 60.1-20

Luz

João 8.12

Êxodo 3.14

Eu sou

João 8.58; cf. 18.5,6

Salmo 23.1

Pastor

João 10.11

Isaías 42.8; cf. 48.11

Glória de Deus

João 17.1,5

Isaías 41.4; 44.6

o Primeiro e o Último

Apocalipse 1.17; 2.8

Oséias 13.14

Redentor

Apocalipse 5.9

Isaías 62.5 
(e Oséias 2.16)

Noivo

Apocalipse 21.2
cf. Mateus 25.1ss

Salmo 18.2

Rocha

I Coríntios 10.4

Jeremias 31.34

Perdoa Pecados

Marcos 2.7,10

Salmo 148.2

Adorado pelos Anjos

Hebreus 1.6

Todo o antigo testamento

Invocado em Oração

Atos 7.59

Salmo 148.5

Criador dos Anjos

Colossenses 1.16

Isaías 45.23

Reconhecido como Senhor

Filipenses 2.11

ss = seguintes

“Senhor meu e Deus meu!” (João 20.26-29)

Essas palavras de Tomé a Jesus, descritas por João, resumem o quadro anterior. Quem recebe a Jesus está recebendo aquele que o enviou, o Deus Pai (Mateus 10.40), e não abraçando apenas uma religião como tantas outras, em mais uma tentativa de se achegar a Deus. Perceba que compreender quem é Jesus faz toda a diferença. Quem o rejeita, rejeita o único que pode dar perdão e vida eterna. O único que pagou o preço do nosso pecado.

L.S. Chafer comenta que “na terra, ninguém tem autoridade nem direito de perdoar pecados. Ninguém poderia perdoar pecados, exceto Aquele contra quem todos pecaram. Quando Cristo perdoou pecados, e certamente o fez, não estava exercitando uma prerrogativa humana. Visto que ninguém, à exceção de Deus, pode perdoar pecados, demonstra-se de modo conclusivo que Cristo, visto que perdoou pecados, é Deus e sendo Deus, existe desde a eternidade”.

Deus falando do Filho (Jesus) diz: “O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre” (Hebreus 1.8, Salmo 45.6)

Só Jesus declarou: “Eu sou... a vida” (João 14.6); “a vida eterna” (João 11.25). Como somente Deus inerentemente possui a vida eterna, logo Jesus há de ser Deus.

“Também sabemos que o Filho já veio, e nos deu entendimento para conhecermos aquele que é verdadeiro. E estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.” (1 João 5.20)

Esta é uma das razões porque não devemos nos preocupar com os escárnios e deboches. O Senhor Jesus é mais que um mero homem, sua vida foi tudo quanto uma vida pode ser, segundo os padrões mais elevados, e ele nos escolheu, mesmo com nossas limitações, para anunciar a boa notícia que através dele nossos pecados e de todo aquele que o receber estão perdoados, pois Ele é o único Salvador, advogado e intercessor junto ao Pai.


[JB]