O que pregar?

AddThis Social Bookmark Button

HolyBibleFundamentalmente a mensagem da cruz, que é loucura para os que perecem, mas o poder de Deus para salvação de todos aqueles a quem Deus chamar. [1 Coríntios 1.18]

Antes de falar do amor de Jesus Cristo e da graça de Deus para as pessoas, é muito importante que se pregue o juízo primeiro, ou seja, que se fale sobre a lei de Deus, que julgará a todos os homens pelos pecados cometidos.

Estamos no período da graça, porém esta graça se aplica apenas aos que estão em Jesus Cristo (Romanos 8:1). A Lei de Deus ainda está em vigor hoje para os que estão fora de Cristo:

"Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas." (1 Timóteo 1:9)

As pessoas precisam de ser informadas acerca do pecado e de que isso trará uma consequência: a condenação. 

"E destes profetizou também Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que é vindo o Senhor com milhares de seus santos; Para fazer juízo contra todos e condenar dentre eles todos os ímpios, por todas as suas obras de impiedade, que impiamente cometeram, e por todas as duras palavras que ímpios pecadores disseram contra ele." (Judas 1:14-15)

Após esse esclarecimento, as pessoas estarão aptas para ouvirem a mensagem do evangelho, que significa boas novas, isto é, Jesus Cristo morto pelos nossos pecados, para nos livrar da condenação certa, e ressuscitado ao terceiro dia para garantir a sua promessa de salvação. 

Depois de perceberem o quão encrencadas estão, as pessoas finalmente entenderão o valor do sacrifício de Jesus na cruz e o receberão como Salvador de suas vidas pelos motivos certos: arrependimento por um justo ter sido condenado imerecidamente em seu lugar e agradecimento por essa grande demonstração de amor.

"Mas, o que foi semeado em boa terra é o que ouve e compreende a palavra; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta." (Mateus 13:23)

Diferente é quando alguém apresenta Jesus como um mero solucionador de problemas afetivos, de saúde, financeiros e etc. Além do fato de nem todas as pessoas sofrerem com esses tipos de problemas, o que já tornaria Jesus desinteressante, existe ainda a possibilidade de essa pessoa desanimar pelo fato de os problemas terem apenas aumentado após a confissão por Cristo:

"O que foi semeado em pedregais é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria; Mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e, chegada a angústia e a perseguição, por causa da palavra, logo se ofende;" (Mateus 13:20-21)

 

Evangelismo